Comunicado Importante

Companheiras e companheiros da Frente Estamira de CAPS – Resistência e Invenção. A organização do Primeiro Encontro Regional da Frente Estamira está bastante adiantada em quase todas as 9 regiões do Estado. Isto mostra que estamos conseguindo, coletivamente, construir e sustentar esta estratégia de luta e mobilização em defesa da atenção psicossocial. Entretanto, as informações mais recentes sobre a pandemia do Corona-vírus nos obrigam a repensar nosso planejamento original, e adiar a realização presencial dos encontros no mês de março. A orientação dos órgãos de vigilância sanitária do SUS, seguindo recomendações da OMS e analisando a situação brasileira, é de que se faça um esforço coletivo, de âmbito nacional, sob a liderança do SUS e participação de toda a comunidade, para RETARDAR A DISSEMINAÇÃO DA PANDEMIA em nosso país. Isto implica tomar medidas para diminuir a circulação e contato entre as pessoas, temporariamente, tendo em vista que as formas de disseminação do vírus se dão de pessoa a pessoa, especialmente em aglomerações, e através de contatos interpessoais muito rápidos, como um aperto de mãos. São características desta nova doença do planeta sua disseminação mais rápida e em maior escala do que a gripe comum e epidemias anteriores, como o H1N1. Portanto, a recomendação de limitar atividades presenciais, reduzir a circulação de pessoas, buscar permanecer o maior tempo possível em suas próprias casas, é a medida mais importante para as próximas 3 semanas. A estratégia para lidar com o COVID-19 será atualizada a cada dia, e recomendo que todos se informem, preferencialmente nas páginas oficiais do SUS (secretarias municipais e estaduais e Ministério da Saúde), e em documentos técnicos de órgãos como a FIOCRUZ (vejam o link abaixo). A qualidade e confiança nas informações é essencial, e nós, profissionais de saúde, temos o dever de manter a população adequadamente informada. Pelo que se sabe até o momento, com base nos dados oriundos dos países mais gravemente afetados pela pandemia, como China, Coréia do Sul, Irã e Itália, e em estudos que estão se desenvolvendo intensivamente em todo o mundo, podemos informar à população que: 1) em 80% dos casos, a infecção pelo Corona-vírus produz um quadro semelhante à gripe, com febre, tosse, coriza, com evolução benigna e recuperação muito rápida (2 semanas); 2) entretanto, em 20% dos casos, pode haver uma evolução para problemas respiratórios e pulmonares, necessitando cuidado hospitalar; destes 20%, 5% (do total de casos) são quadros graves, e vão precisar de internação e assistência ventilatória em UTI; por isso, a grande preocupação é acerca da capacidade do nosso sistema de saúde para dar conta de um provável aumento da demanda para internações; 4) todas as pessoas que tiverem um resfriado devem buscar permanecer em casa, tomando medidas de diminuição do contato, até o desaparecimento dos sintomas gripais; se não ocorrer piora do quadro, não há necessidade de buscar os serviços de saúde: caberá ao SUS local e estadual desenvolver mecanismos de monitoramento desses pacientes, com base em protocolos que já vêm sendo elaborados; 5) nós, profissionais de saúde mental, temos uma tarefa decisiva a desenvolver, para lidar com toda a situação de estresse social que uma situação grave como esta provoca na população, além do sofrimento mental dos profissionais de saúde envolvidos no cuidado. Mas sobre isto a Frente Estamira vai buscar construir um debate específico, dialogando com todos os profissionais e pesquisadores da saúde pública, visando produzir uma orientação útil para profissionais, usuários e familiares dos CAPS (nossa tarefa urgente). Finalmente, se estamos sendo obrigados a suspender encontros presenciais, é importante colocarmos nossa criatividade em ação para realizar o Primeiro Encontro da Frente Estamira de forma não-presencial, utilizando os recursos de comunicação à distância (vamos pensando como fazer). Um grande abraço a todas e todos, vamos ficar em contato permanente.

Pedro Gabriel Delgado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.