Só com APS forte o sistema pode ser capaz de achatar a curva de crescimento da pandemia e garantir suficiência de leitos UTI

Só APS forte assegura que o sistema possa achatar a curva de crescimento da pandemia e efetividade de leitos de CTI     Publicamos abaixo um texto preliminar, elaborado por A  Vitória, médica do PSF e pesquisadora de Pelotas, RS, e Gastão Wagner, sanitarista e professor da Unicamp. O texto é um ensaio sobre a necessidade de fortalecer a APS para fazer frente à pandemia do COVID-19, potencializando o suporte hospitalar para os casos graves (10-20% dos casos precisarão de internação, e 5% precisarão de UTI). Embora não seja o tema do texto, este ensaio nos permite também pensar sobre a articulação do cuidado em saúde mental entre APS e CAPS em tempos de pandemia. 

Frente Estamira

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.